HomeNotíciasEspírito Santo terá base de apoio logístico offshore

Espírito Santo terá base de apoio logístico offshore

Thiago Guimarães/Secom
21052010 1

A assinatura aconteceu nesta sexta, no Palácio Anchieta
Faltando apenas dois dias para Vila Velha comemorar 475 anos, o Governo do Estado, por intermédio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento (Sedes), assinou, nesta sexta-feira (21), o protocolo de intenções visando a construção de um importante empreendimento no município, que vai contribuir para o desenvolvimento de todo o Estado: a construção de uma base de apoio logístico offshore para atender às demandas de plataformas. O documento foi assinado com a empresa capixaba União Engenharia e a Nitshore Participações Ltda - do grupo norte-americano Edson Chouest Offshore - no Palácio Anchieta.

Para a solenidade, estiveram presentes o governador Paulo Hartung; o secretário Estadual de Desenvolvimento, Márcio Félix; o prefeito de Vila Velha, Neucimar Fraga; o diretor geral da União Engenharia, Salvador Turco; e o diretor da Chouest para a América Latina, Ricardo Chagas.

O objetivo das empresas é a criação de uma base de apoio logístico e metalmecânico a atividades offshore de petróleo e gás no Estado. A previsão de investimentos é de R$ 300 milhões, com geração de aproximadamente 1,2 mil empregos diretos.

A base para embarcações deverá ser instalada na região da Glória, em uma área que possui cerca de 87 mil metros quadrados, onde funcionava a Casa de Passagem. O local foi escolhido por oferecer acesso privilegiado ao mar.

21052010 2De acordo com o diretor geral da União Engenharia, Salvador Turco, o objetivo deste trabalho em conjunto com os americanos e com a cadeia produtiva de petróleo e gás é trazer desenvolvimento tanto para os empresários como para o povo capixaba, que será muito beneficiado. "Nós já somos fornecedores na área de equipamentos em todos os segmentos necessários para funcionamento de plataforma. O nosso objetivo é juntar esforços e trazer uma sinergia em prol do atendimento eficiente ao cliente, com velocidade e competência".

Segundo o secretário Márcio Félix, a base vai permitir que as descobertas feitas pelas empresas de petróleo tenham um apoio eficiente. Futuramente, será necessária a construção de um estaleiro para reparos navais.
"O estaleiro vai ser uma consequência natural porque vamos ter uma frota de barcos de apoio operando nessa base, e essas embarcações vão precisar de manutenção. O local no litoral capixaba ainda está sendo definido, mas vamos trabalhar para ter essa estrutura de maneira otimizada".

Pioneirismo

O diretor da Chouest no Brasil, Ricardo Chagas, ressaltou que, hoje, no País, não existe uma base de apoio logístico offshore. "Esse empreendimento será a primeira base de apoio logístico no Brasil. Uma base privada, com recursos próprios, e gerando muitos empregos. Porque não serão apenas os empregos dentro da base de apoio, e sim os de todas as empresas que virão para o Espírito Santo, como as petroleiras que já se encontram aqui e outras que já possuem blocos licitados pela ANP e que vão iniciar as explorações".

O governador Paulo Hartung afirmou que a assinatura do protocolo de intenções ocorre em um momento carregado de simbolismo, às vésperas do aniversário de 475 anos de Vila Velha. "Nos últimos anos, em praticamente todas as celebrações do dia da colonização do Solo Espírito-santense, o Governo do Estado anunciou investimentos relevantes para Vila Velha. Este ano não é diferente. A instalação de uma base de apoio offshore é mais um elo importante para o desenvolvimento do município", afirmou.

Hartung destacou que a base de apoio será instalada em uma área estratégica e lembrou que o Governo do Estado está desativando o complexo penitenciário de Vila Velha da região. "Já desocupamos e demolimos a Casa de Passagem e vamos desativar em breve as outras duas unidades do local. A prefeitura cedeu uma área na região rural do município, para onde estamos transferindo o complexo penitenciário. As obras estão bem adiantadas", afirmou, destacando que o Governo está investindo mais de R$ 300 milhões na reestruturação do sistema penitenciário capixaba.

O governador também ressaltou que a assinatura do protocolo de intenções converge na direção dos objetivos do Planejamento 2025, que prevê o adensamento das cadeias produtivas do Estado, com a consequente geração de emprego, renda e oportunidades. "Estamos contribuindo com mais de 10% da produção nacional de petróleo e vamos aumentar a produção ainda mais nos próximos anos. Somos um dos principais fornecedores de gás natural para o País. Nossa tarefa é agregar cada vez mais valor a essa base existente", salientou.

Petróleo e Gás no ES

O Espírito Santo é, desde 2006, o segundo maior produtor de petróleo e gás do Brasil. Atualmente, produz mais de 200 mil barris por dia, e com a chegada de novas plataformas no litoral do Estado, a previsão é de que, até o final de 2010, este número alcance a marca de 300 mil barris/dia, superior ao volume produzido em todos os estados do Norte e Nordeste juntos.

Topo